Você sabe como surgiram os Bonecos de Olinda?

Notícias

Vida Live
Vida Live

O Carnaval de Olinda é um dos mais famosos do Brasil por toda sua tradição, história e claro, animação também. São muitos os símbolos que representam a festa da cidade pernambucana, mas existe um em especial que, visualmente, é impossível de ignorar: os bonecos de Olinda.

Hoje não é raro encontrar esses bonecos espalhados pelo Carnaval de outros estados, mas você sabe onde e como a tradição nasceu e se transformou em uma das mais simbólicas dessa época do ano? Aqui vamos contar um pouco da história de um dos personagens mais conhecidos do Carnaval no país.

 Veja também:
Agenda de Blocos Pernambuco: confira datas e horários dos Blocos de Carnaval de Rua de Recife e Olinda
Lista de Blocos Pernambuco: confira a relação com todos os Blocos de Carnaval de Rua de Recife e Olinda

História

A fama não é à toa, já que são quase 90 anos desde que o primeiro boneco desfilou pelas ruas de Olinda. Em 1932, o Homem da Meia-Noite estreou nas ladeiras da cidade para nunca mais sair da folia de Carnaval. 

Mas antes disso, em Belém de São Francisco, Pernambuco, os bonecos já faziam sucesso. Foi na pequena cidade interiorana que um jovem resolveu criar os bonecos após ouvir muitas histórias de um padre belga sobre figuras gigantes na Europa. Então, em 1919, em Belém, nasceu o Zé Pereira, primeiro boneco gigante carnavalesco de terras brasileiras. 

Bonecos

Desde então, os bonecos foram ficando cada vez mais trabalhados e caprichados. Olinda abraçou a tradição e segue com o Homem da Meia-Noite como principal personagem dos desfiles de Carnaval. O boneco até ganhou uma companheira, a Mulher do Dia. Além dela, depois o Menino da Tarde se juntou ao Homem nos desfiles.

Antes mais clássicos e homenageando religiões, personagens da região e costumes, hoje em dia os bonecos também têm caras de personalidade televisivas e esportivas. As brincadeiras, que incluem, por exemplo, Ana Maria Braga, Seu Madruga, Ivete Sangalo grávida e Neymar, elevaram ainda mais a popularidade dos bonecos fora de Pernambuco.

Com até quatro metros de altura e pesando até 50 kg, os bonecos também têm versões reduzidas, que crianças podem carregar. Mas são os maiores e com maior produção que fazem mais sucesso e chamam a atenção!

Apesar de raramente caírem na folia fora da época de Carnaval, os bonecos também são atrações em museus de Olinda. Então, se você for por lá quando não tiver rolando festas de Carnaval, consegue ver mais de perto os personagens mais chamativos das famosas ladeiras da cidade.