Carnaval de rua de São Paulo cresceu e espera 3 milhões

Notícias

Vida Live
Vida Live

Até então proibidos de circular pelas ruas da capital paulista, em 2012 os blocos de rua de SP se tornaram uma realidade não só animada como lucrativa. No último carnaval, em 2016, a Prefeitura de São Paulo faturou R$150 milhões a mais com eles do que no Sambódromo. Foram mais de R$400 milhões para os cofres públicos, com investimentos de R$ 10 milhões (35% diretamente dos patrocinadores). O carnaval de rua já é o evento turístico mais lucrativo da cidade, ao gerar mais receita e atrair um público de fora maior do que a Fórmula 1.

Agora em 2017 serão mais de 500 blocos (número recorde, em 2016 foram 306) e uma expectativa de público 50% maior que o do ano passado. Isso significa mais de 3 milhões de pessoas nas ruas da cidade.

Veja também:
Agenda de Blocos SP: confira datas e horários dos Blocos de Carnaval de Rua de São Paulo
Lista de Blocos SP:  confira a relação com todos os Blocos de Carnaval de Rua São Paulo

Precisa ir até Pinheiros, Bela Vista ou Vila Madalena para se divertir?

Em 2016 os desfiles aconteceram por 23 subprefeituras e o número de blocos, de 2016 para cá, cresceu 44% na periferia. O carnaval foi descentralizado com a montagem de palcos nas cinco regiões da cidade. E esses blocos são de São Paulo para todo mundo – segundo uma pesquisa de 2015 nos blocos de SP, cerca de 78% eram paulistanos e 22% eram turistas nacionais e estrangeiros. Então é aquele ditado de todo ano, dos paulistanos para São Paulo: que venha o Carnaval!

* Informações de Agência Brasil.