Viva! Blocosderua.com é eleito pela Apple como app do momento

Notícias

Vida Live
Vida Live

Blocosderua.com é o "App do Momento" na loja de aplicativos da Apple
Não é pra qualquer um: desde essa terça (7/2), Blocosderua.com é o destaque da AppStore, a loja de aplicativos da Apple. Blocos de Rua foi escolhido pela multinacional norte-americana como o “app do momento”. Ele aparece também como a principal escolha na seção “Destaques”.

Com download gratuito, Blocosderua.com oferece um guia completo com os blocos do carnaval paulistano. Além de conteúdo exclusivo como galeria de fotos e matérias com dicas para curtir o carnaval (e o bloco) que tem a cara de cada folião. Afinal, as opções são muitas e para públicos diversos. 

Blocos para famílias e crianças, blocos para paquera, blocos LGBTs, blocos tradicionais e novos. Cada um, diferente e único em sua proposta, história, alegoria, público e repertório musical. Ajudar o público a escolher o bloco certo pra se divertir. Essa é a proposta do Blocosderua.com!

Veja também:
Agenda de Blocos SP: confira datas e horários dos Blocos de Carnaval de Rua de São Paulo
Lista de Blocos SP:  confira a relação com todos os Blocos de Carnaval de Rua São Paulo


Destaque na imprensa especializada

Idealizado pela mexeri.ca, startup de consultoria digital e conteúdo dos sócios Bia Sant’Anna e Fabio Frazão, o aplicativo também tem sido destaques na imprensa. Foi tema de matérias e entrevistas nas rádios CBN e Bandeirantes, no Estadão, nos portais Terra, IG e R7 e em sites de lifestyle como Glamurama e Circolare, entre outros.

Bia Sant'Anna e Fabio Frazão, idealizadores do app Blocosderua.com

Bia Sant’Anna e Fabio Frazão, idealizadores do app Blocosderua.com


O lançamento do app
Blocosderua.com acompanha uma tendência. O carnaval de rua vem crescendo cada vez mais em São Paulo. De acordo com a Secretaria Municipal de Cultura, 381 blocos foram aprovados em 2017. O calendário oficial terá 413 desfiles. Vale lembrar que o carnaval de rua começa no fim de semana anterior, no dia 17, e só termina no dia 5 de março. Em 2016 foram 306 blocos que desfilaram e, no anterior, apenas 273.

O público esperado é de 3 milhões de pessoas, tornando o evento maior do que a Parada do Orgulho LGBT, que reuniu 2 milhões de pessoas em 2016. O Carnaval de rua já é também o evento mais rentável da cidade, e movimentou R$ 400 milhões no ano passado. Para efeito de comparação, o Sambódromo faturou R$ 250 milhões no mesmo período.