Para todxs: Conheça os blocos LGBT e feministas de Fortaleza

Notícias

Vida Live
Vida Live

O Carnaval está cada vez mais próximo, e o que não falta é bloco pra todo mundo se divertir e se acabar na folia! Com uma variedade maior a cada ano, os blocos vão surgindo de acordo com a demanda do público. E, nos últimos tempos, blocos criados especialmente para mulheres e o público LGBT+ têm ganhado mais força!

Extremamente populares entre os foliões, esses blocos acabam atraindo um público muito amplo e diverso, apesar de terem sido criados com o objetivo de promover um ambiente mais seguro e confortável para essas pessoas. Porque, afinal, o Carnaval é para todos e o respeito é fundamental! 

Veja também:
– Agenda de Blocos Fortaleza: confira datas e horários dos Blocos de Carnaval de Rua de Fortaleza
– Lista de Blocos Fortaleza:  confira a relação com todos os Blocos de Carnaval de Rua Fortaleza

Confira abaixo três blocos de Fortaleza que são voltados especialmente para as mulheres e o público LGBT+: 

Bloco das Travestidas

Organizado pelo coletivo As Travestidas, o bloco é o primeiro idealizado por travestis e transformistas do Estado. Dentre as performistas que já integraram o bloco, está o ator cearense Silvero Pereira, que lançou no Carnaval de 2019, o clipe “Vem”, homenageando o coletivo As Travestidas e o próprio bloco. Já em sua terceira edição, o Bloco das Travestidas se consolida atualmente como o maior bloco de pré-carnaval de Fortaleza promete muita diversão, glitter e close certo para curtir essa folia! Saiba mais sobre o Bloco das Travestidas.

Cola Velcro

Dedicado a mulheres lésbicas, bissexuais e transgênero, o bloco Cola Velcro foi criado por um grupo de mulheres que já realiza ensaios ao longo do ano, principalmente em momentos específicos, como o Dia da Visibilidade Lésbica (29/8) e o Dia da Visibilidade Bissexual (23/9). Priorizando e ressaltando a sororidade entre as mulheres, o bloco Cola Velcro já contou com a parceria do Tambores de Safo, grupo musical de mulheres que, através da música, tenta combater o machismo, racismo, homofobia e outros tipos de preconceito. O bloco é puxado ainda por mulheres na percussão, que prometem agitar o Carnaval de Fortaleza e promover um espaço seguro para o público feminino e LGBT+. Saiba mais sobre o bloco Cola Velcro.

Damas Cortejam

Composto por 11 integrantes, o grupo feminista percussivo Damas Cortejam vai às ruas desde 2011 pelo empoderamento das mulheres. A essência do nome do bloco vem da palavra “cortejo”: além de seu significado primordial, de “cortejar”, “galantear”, há também a referência ao movimento realizado por caravanas de musicistas que se deslocam tocando e cantando pelas ruas. Tanto um quanto o outro significado ressalta a ideia de que o lugar da mulher é onde ela quiser! E esta ideia também está presente no repertório do grupo, onde elas fazem versões de músicas enaltecendo as mulheres. Saiba mais sobre o bloco Damas Cortejam.